Seja Bem Vindo(a)

terça-feira, 8 de junho de 2010

A IMPORTÂNCIA DO ESTUDO DA GEOGRAFIA PARA O ENTENDIMENTO DO ESPAÇO PRÓXIMO A CRIANÇA.



A história da geografia salienta que o homem precisava traçar caminhos para alcançar objetivos e obtinha, através das navegações e viagens feitas por terra, informações que registrava em diário.
A partir deste conhecimento desenvolvemos este trabalho que tem o objetivo de entender a importância de como a criança percebe e descreve o espaço onde está inserida.
Também é apresentada algumas metodologias a serem consideradas pelo professor, as categorias que dão suporte ao estudo da geografia conforme a apostila inclusa nas referências, a opinião do professor Aziz Nacib Ab’Saber, sobre o assunto, retirada de uma entrevista e um exemplo de maquete em anexo.
Segundo o professor Aziz Nacib Ab’Saber para haver uma educação eficaz o aluno precisa conhecer o lugar onde mora.
A educação deve ter como base o domínio do saber acumulado, oficinas de talentos (espaços didáticos que estimulam a criança em algumas direções) e o conhecimento da região.
O conhecimento do aluno do lugar onde vive como geográficas, econômicas e políticas servem de base para qualquer estudo de espaço.
Conforme a apostila do ensino da geografia o desenvolvimento da noção espacial pela criança se dá pelo condicionamento da criança ao espaço próximo.
A concepção da geografia deve ser como ciência humana e o espaço geográfico como espaço social porque esta está associada a distribuição espacial e a relação entre homem e ambiente.
A cartografia, ciência que consiste na representação de espaços por meio de mapas ou desenhos, serve de subsídio para a melhor compreensão do espaço. Os mapas devem ser apresentados para crianças na horizontal ou no chão.
Elaborar o trajeto casa/escola com as crianças fornece pontos de referência que são importantes no desenvolvimento da capacidade de localização e orientação espacial. Aqui é importante a presença de maquetes.
É necessário que a criança conheça sua região para relacionar com o resto do mundo e veja que tudo está interligado.
Para este ensino o professor utiliza conteúdos conceituais que são os explicativos, procedimentais que ensinam o aluno a como buscar respostas com autonomia e atitudinais que se referem ao comportamento do educando em relação ao mundo após a aquisição do conhecimento.
As categorias: território que representa o poder através do tamanho deste espaço. As paisagens que são espaços que se transformam com o passar do tempo naturalmente e também a partir da ação do homem. O lugar que denota o vínculo entre o homem e o meio. E o espaço geográfico caracterizado pela diversidade de povos, cultura, paisagens e outros; esclarecem o aspecto espaço, objeto de estudo da geografia, trazem uma visão ampla de toda a realidade.
Um fato podemos expor é a restrição de matrícula a áreas próximas a escola. O bairro Vila Elza em Guaíba não possui escola. É rodeada por três escolas de bairros vizinhos. O resultado é o empurra, empurra.
Um exemplo de como situações distantes pode afetar o local são as tempestades que prejudicam plantações nas zonas rurais elevando o preço do alimento para o consumidor da zona urbana.
O estudo sobre a população permite que se planeje a infra-estrutura necessária para a vida das pessoas, como saneamento, transporte, moradia, etc.
O aluno precisa ver a sua realidade e o mundo de forma global e integrada porque as coisas não acontecem isoladamente, tudo está interligado.
Vimos como a geografia é ampla e influencia na vida das pessoas.
Presenciamos o uso de alguns métodos para facilitar a compreensão da criança, salientando a necessidade da formação do professor.
O resultado deste trabalho nos permite identificar que o aluno conhecer o lugar onde vive serve de referência para adquirir novos conhecimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário